Velhotes:

        No quarto de um asilo dormiam mais de 20 velhinhos e havia uma escarradeira, no centro do quarto, que eles usavam para cuspir. Como ninguém nunca havia lavado a escarradeira, ela estava quase lotada e o seu conteúdo já estava verde. Até que um belo dia, a escarradeira amanheceu limpinha, parecia nova. Surpreso e ao mesmo tempo felizes, os velhinhos quiseram descobrir quem tinha feito a boa acção. Foram perguntando de um em um até que perguntaram a um senhor todo curvado, magrinho, tímido que respondeu:
        - Fui eu! É que ontem à noite quando eu fui cuspir, ficou um fiozinho enroscado no canto da minha boca e aí eu fui chupando, chupando...
 

        Certo dia uma mulher que ainda vivia em casa da sua mãe, velhinha, resolveu procurar trabalho para trabalhar umas horas depois da escola, comprou o jornal, foi para casa e depois de ler a página dos anúncios, disse para a minha tia Leocádia:
        - Vou responder a este anúncio. Diz assim "Precisam-se pessoas de ambos os sexos".
        - Oh filha - disse a velha - como podes tu responder a esse anúncio se só tens um sexo?
 

        Num asilo de velhos, um ancião se dirigiu a uma colega:
        - Não podemos ter sexo, mas gostaria de ter alguém para segurar o meu pénis, não creio que isso faca mal.
        A coleguinha concordou e durante dois meses se encontravam para tomar sol no terraço, ele tirava a estrovenga e ela pegava. Um belo dia ele desapareceu. Ela procurou por toda parte do asilo, e foi finalmente encontrá-lo no quintal, sentado ao lado de outra velhinha, que segurava o seu membro viril. A antiga companheira ficou indignada:
        - Durante dois meses eu segurei seu pénis sem problema, e agora você me deixa por uma outra. O que ela tem que eu não tenho?
        O velhinho retrucou sorrindo:
        - Doença de Parkinson!
 

        Uma senhora idosa estava a andar pela rua quando de repente aparece um assaltante:
        - Passe-me todo o seu dinheiro! - diz o ladrão.
        - Eu não tenho dinheiro! - responde. - Eu juro. Não tenho nada.
        O ladrão não acredita e revista a velha. Passa a mão no corpo todo da velha tentando encontar algum dinheiro. Depois de muito esfregar ele finalmente concorda:
        - É verdade, voce não tem dinheiro.
        E vai indo embora. Mas antes dele desaparecer a velhinha grita:
        - Se você me revistar outra vez como aquela eu passo um cheque...
 

        Três velhinhos conversavam:
        - Tenho 75 anos - disse o primeiro - mas estou em plena forma. Só o meu estômago e que anda a falhar um pouco. No outro dia comi uma feijoada, acompanhada de umas e outras. E depois senti-me meio pesado, sonolento...
        - Eu tenho 78 - disse o segundo - e tambem estou bem, mas acho que minhas pernas andam a fraquejar. Ontem joguei uma partidita de futebol na praia, depois nadei uns 2 quilómetros e, à noite, as minhas pernas estavam um pouco doloridas.
        - Já eu, tenho 80 anos - disse o terceiro - não tenho esses problemas. Mas a minha memória está a começar a falhar: ontem, de madrugada, bati na porta do quarto da empregada; ela acordou assustada e disse: "Que é isso, Sr. Silva? Outra vez? "
 

        Um candidato a presidente de um grande clube, já bem velho, discursava para os eleitores. Um sujeito da oposição que assitia ao discurso resolve interpelar o ancião-candidato:
        - O que é que uma pessoa velha como o senhor pode pretender daqui? Tem é que ceder o lugar à juventude!
        E o velhinho com voz pausada:
        - Eu vim aqui, meu jovem, fazer política... não vim para foder.
 

        Três velhos conversam acerca a maior vergonha que passaram nas suas vidas.
        - Foi quando a vizinha me apanhou a roubar fruta do pomar. Eu tinha cinco anos.
        - Para mim foi quando minha irmã me apanhou a olhar pelo buraco da fechadura quando ela se despia. Eu tinha oito anos.
        - Pois para mim foi quando a minha avó me apanhou a tocar uma punheta.
        - Mas isso não é nada demais. Todos os jovens fazem isso.
        - Mas foi na semana passada...
 

        Uma velha viúva cansada da solidão resolve ir a uma Sex Shop. Ao entrar na loja fica maravilhada com os "consolos" e pede ao vendedor:
        - Eu quero o preto, o amarelo e o vermelho.
        E o vendedor responde prontamente:
        - O preto e o amarelo estão à venda... mas o vermelho, não!
        - Por que não?
        - Porque o vermelho é o extintor, minha senhora!
 

        Um velhinho viajava sentado no banco da frente do autocarro; sempre que o veículo fazia uma curva ele também o acompanhava, virando para o lado. Nessa altura, as crianças que vinham da escola e enchiam o autocarro gritavam:
        - Segura o vovô, segura o vovô!!!
        Nesse momento toda a atenção se voltava para o velhinho e rapidamente alguém o ajudava, colocando o velho na posição certa novamente.
        O autocarro fazia outra curva e lá ia o velhinho todo torto, de novo. E as crianças gritavam outra vez:
        - Segura o vovô, segura o vovô!!!
        E aparecia sempre um voluntário para posicionar o velhinho no banco mais uma vez.
        E assim continuou a viagem inteira, até que lá pela décima vez quando berraram :
        - Segura o vovô, segura o vovô!!!
        O vovô implorou:
        - Ahh! Meus filhinhos, deixem o avô, ao menos uma vez, soltar um peidinho...
 

        Três velhinhos conversavam sobre o melhor modo de se morrer. O primeiro disse:
        - Eu gostaria de morrer num acidente automobilístico, ao bater o meu carro a 200 Km/h...
        O segundo disse:
        - Eu prefiro morrer durante o sono...
        E o terceiro o mais velhinho de todos, disse:
        - Ah, como eu gostaria de ser assassinado por um marido ciumento!
 

        Um sujeito que andava pela praia, quase deserta, resolveu fazer um buraco nas proporções do seu corpo e deitou-se cobrindo-se totalmente com a areia, deixando exposto o seu membro, que se encontrava duro.
        Duas velhinhas, que passavam perto viram aquilo e uma comenta:
        - Querida, quando tinha 10 anos, nem pensava nisso; quando fiz 15 anos, descobri isso; aos 25, não vivia sem isso, quando completei os 35, essa era a minha paixão; com 45 anos, pagava por isso; quando fiz 55 anos, isso era uma raridade, agora com 65 anos, isto nasce até na praia...
        A outra diz:
        - Como os tempos mudaram querida...
 

        Um casal de velhotes, ela para ele:
        -Ahh, está tão bom!!!
        - Oops, está dobrada...
 

        Num consultório médico, um paciente idoso respondia a perguntas:
        - E quanto à sua vida sexual, o que tem a dizer?
        - Encontro dificuldades à terceira vez.
        - Terceira vez? Mas na sua idade a primeira já é de espantar!
        - O senhor não entendeu, doutor. A primeira é com o dedo, a segunda com a língua e a terceira é que não consigo...
 

        Um casal de velhotes ouvia atentamente um padre na rádio:
        "Irmãos, se alguém tiver algum problema, poê a mão no lugar do corpo que está doente e eu rezarei agora para a sua cura...''
        O velhinho poê a mão devagar na virilha; a velha ao ver isto diz-lhe:
        - Esquece isso. O pastor está a dizer que vai curar os vivos e não ressuscitar os mortos...
 

        Um velhinho vai a um Hospital...
        - Preciso que me faca um teste de sangue Sr. Dr. porque vou casar para semana.
        - Casar ? Que idade tem o senhor ? - pergunta o medico.
        - Oitenta e oito.
        - E a sua noiva ?
        - Vinte e um.
        - Vinte e um ?! Mas olhe que essa diferenca de idade por ser fatal!
        - Entao... paciencia! Se ela morrer, morreu...
 

        O velhinho de 70 anos foi fazer um exame ao seu medico e durante as observacoes disse ao medico que estava com um problema serio: Velho:
        - Doutor, estou com um problema grave ! Quando faco amor com minha esposa, nem sempre consigo ir para a segunda.
        O medico riu e disse:
        - Ora, meu senhor, na sua idade a primeira ja' merece aplausos.
        O velho insistiu:
        - O pior doutor é que na primeira eu sinto frio e na segunda eu sinto calor.
        O medico ficou curioso e resolveu dar atencao ao velho:
        - Tudo bem, meu senhor ! Entao vejamos, qual o intervalo medio entre a primeira e a segunda ?
        O velhinho respondeu:
        - Bom, a primeira eu dou em Janeiro e a segunda em Julho.
 

        Numa clinica estavao seguinte letreiro: "Hoje consultas gratis para prostitutas" Passa uma senhora idosa e pergunta a ultima da fila:
        - Desculpe, o que e que estao a dar?
        Ninguem responde...
        - A senhora insiste: desculpe, mas o que e que estao a dar?
        - Laranjas - responde a prostituta chateada. - Adoro laranjas, tambem quero - diz a velhinha.
        Quando chega a sua vez, o medico comenta espantado:
        - A senhora tambem!? com esta idade? - E que eu nao trinco, so' chupo…
 

        Estão os velhotes sentados a ver TV.
        Então a velhota dá um estalo ao velho e diz:
        - Isto é por 45 anos de sexo ruim.
        Passado meia hora o velho dá uma estalada à velha:
        - Isto é por saberes a diferença.
 

        Um idoso foi ao médico queixando-se que, por vezes, lhe apareciam uns pontos vermelhos nos testículos.
        Á pergunta do clínico sobre como era a sua vida sexual o homem respondeu:
        -Embora já tenha 80 anos, ainda faço sexo uma vez por semana!
        -Com 80 anos e ainda faz sexo uma vez por semana???Baixe lá as calças, diz-lhe o médico.
        O médico observa-o atentamente e depois diz-lhe:
        -Ó homem esteja descansado que não tem nada de mal é só a luz da reserva a acender!!!